Rota Segredos da Maçã

Descrição

Conheça Veranópolis, em que o espaço rural e sua gente simples e acolhedora guardam os segredos da longevidade, da religiosidade, da gastronomia e de uma historia semeada por muitas mãos.

É assim que a Rota Segredos da Maçã revela e compartilha com visitantes estas histórias preservadas com muito carinho, realçadas pelos sabores, pela arquitetura e pelos encantos do ambiente natural encontrados nos caminhos do Berço Nacional da Maçã.

"Veranópolis, erguida em pleno céu, como um ninho. os pomares nos acenam com seus braços plurais." (Mansueto Bernardi)

Vivencie a energia que transformou a semente do paraíso da longevidade. 


Imagens



Principais Atrativos

Vicenza Produtos Coloniais - Pão colonial assado em forno a lenha, massas congeladas, cucas, grostoli e biscoitos produzidos no local com receitas tradicionais de família. Venda de vinhos, sucos, queijos, salames, copas, geleias, melado de cana e café moído na hora.

Reino da Longevidade - Local que conta a história da família Fracasso, exaltando o trabalho em madeira que é presente na família a cinco gerações. Possui cafeteria, com a tradicional torta de maçã, memorial da família e show room e venda de móveis vintage e rústicos. Oferecem passeio rural pela Rota Segredos da maçã em veículos antigos Rural Wiilys e Jeep. Passeios sob agendamento.

Vinícola Simonetto - Localizada em propriedade, oferece visitação às caves, degustação, Sabrage da Longevidade, Merendin e varejo. Ainda possui aluguel de bicicletas para passeio na região. Visitação mediante cobrança. Grupos sob agendamento 

Vinícola Antônio Bin - Localizada em meio à natureza e às belas paisagens rurais, a Vinícola Antônio Bin traz em seu nome uma homenagem aos antepassados e a tradição familiar na fabricação de vinhos. A linha de produtos elaborados na Vinícola tem características muito próprias e originais, assim como a acolhida aos visitantes, peculiar dos descendentes de famílias italianas. A comercialização dos produtos inclui a degustação de vinhos, sucos e espumantes em um local repleto de histórias.

Igreja N. Sra. de Monte Bérico - Sua construção teve início em 1901 e foi idealizada por imigrantes, devotos de N. Sra. do Monte Bérico, vindos do norte da Itália em 1885. Suas paredes foram erguidas com tijolos e barro, amassado dentro de grandes covas por pessoas e porcos, estes atraídos pelo milho misturado à argamassa. No seu interior encontram-se as imagens de N. Sra. do Monte Bérico e de São Miguel Arcanjo, esculpidas por Antônio Triches em 1899 e 1900. O altar e o nicho foram criados pelo polonês Stola. A benção oficial da Capela foi realizada em 1902 e, em 1949 passou por reformas e ampliação, com a construção da abóbada na sua parte posterior. Sua festa anual é realizada no final de agosto.

Igreja São João Batista - Os primeiros imigrantes que chegaram na região no final do século XIX, vindos das regiões de Vêneto, Província de Treviso e Comuna de Ásolo, construíram uma capela de madeira em terreno doado pela família Biasotto, com a condição de que o santo padroeiro fosse São João Batista. Em 1907, teve início a construção da atual capela, em torno da primeira que continuou a ser utilizada até a conclusão do templo, em 1910. Os três sinos do campanário foram fabricados em Garibaldi e trazidos de carroça até o local. Em 1936, a Capela passou por amplas reformas. Em torno de 24 de junho os fiéis comemoram com festa o dia do Santo Padroeiro.

Cemitério dos Imigrantes - A comunidade rural de Lageadinho abriga o Cemitério dos Imigrantes, que leva este nome como marco da colonização da região. Em 1904 o religioso italiano Dom João Batista Scalabrini em passagem por núcleos de imigração do Brasil, incluiu em seu roteiro a consagração do cemitério, fato registrado no monumento em granito situado no centro do local. Na entrada do cemitério está fixada uma placa com narrativa histórica e poética do escritor Mansueto Bernardi, de 1942, mesmo local que escolheu para ser sepultado.

Grutinha N. Sra. de Lourdes - Está localizada na entrada da única escola no meio rural de Veranópolis, à sombra de um pé de gabiroba. Foi planejada e construída pelo direção e funcionários da escola, revestida interna e externamente por com pedras de quartzo coletados pelos alunos na comunidade. Em seu interior, devido à grande devoção, foram colocadas as imagens de Nossa Senhora de Lourdes e Santa Bernadete, doadas por famílias da região. A inauguração ocorreu no dia 25 de setembro de 1960 com benção das imagens e festa.


Sign In