Uva e Vinho

Protásio Alves

Protásio Alves

Protásio Alves, também já chamado de Colônia do Chimarrão, Turvo e Independência, foi um pequeno reduto da colonização italiana. Antes da vinda dos imigrantes italianos, o local era apenas conhecido por aventureiros e foragidos da lei, que aqui encontravam refúgio seguro, devido à total falta de estradas.

A partir de 1892, iniciou-se a colonização desta pequena cidade. Famílias de colonos eram enviadas pelo governo provincial. Perdidos na floresta, totalmente isolados, sem chefes, nem lei, penetravam na floresta, subiam montanhas enfrentando todos os tipos de dificuldade. Praticavam a pecuária e a agricultura de subsistência e apesar da falta de sorte mantinham sempre o espírito comunitário, a união e a solidariedade que garantiam a sobrevivência e o desejo da conquista de melhores condições de vida. Anos se passaram e Protásio Alves é emancipado com o empenho de vários moradores da comunidade. A denominação deu-se em homenagem ao Dr. Protásio Alves pelo seu grande empenho na construção da estrada de acesso a Nova Prata.

Data da emancipação: 29 de abril de 1988.

Voltar