Uva e Vinho

Carlos Barbosa

Carlos Barbosa

Segundo dados da Prefeitura Municipal de Carlos Barbosa, muito antes da chegada de qualquer imigrante deve-se

registrar a presença de indígenas pertencentes à Nação Tupi-Guarani ou à Nação dos Jês que chegaram ao território barbosense provavelmente através de uma trilha de passagem do litoral para a região do planalto, supostamente guiados pelo divisor de águas existente no município.

A chegada dos primeiros imigrantes iniciou com a chegada dos luso-brasileiros. Foram em número pouco expressivos e vieram com a finalidade de administrar as novas colônias. Assim, eram engenheiros, agrimensores, serviçais e pequenos agricultores. Vinham das cidades de Porto Alegre, Montenegro e São Sebastião do Caí. Aumentaram mais tarde com a chegada dos imigrantes europeus. Estabeleceram-se em Forromeco, Santa Luiza e Santa Clara, sendo os pioneiros fundadores das primeiras capelas e comunidades barbosenses.

Por volta do ano de 1824 iniciou a vinda dos primeiros imigrantes alemães ao Rio Grande Do Sul, que se estabeleceram no Vale do Caí e nas encostas da Serra. Mas o maior impulso ao desenvolvimento da localidade aconteceu na década de 1870, com a chegada dos imigrantes italianos, que constituem o grupo mais numeroso que em Carlos Barbosa se estabeleceu, fixando-se em quase todas as localidades do município, fazendo com que sua cultura, suas tradições, seus usos e costumes estejam presentes no modo de viver dos cidadãos barbosenses até hoje. Os imigrantes eram procedentes de oito regiões da Itália, sendo que a maior parte veio do Vêneto e da Lombardia. Seus descendentes constituem hoje a maioria da população barbosense. Vieram também ao município, embora em número reduzido, imigrantes alemães, franceses, poloneses e suíço-valesanos, portugueses, espanhóis.

Os primeiros nomes dados à localidade foram "Linha Estrada Geral" ou "Primeira Secção do Caminho Geral", "Trinta e Cinco" (1883) e "Santa Luiza" (1909). A denominação "Trinta e Cinco" foi originada do fato do primeiro núcleo formado por uma igreja, uma escola e um cemitério estar localizado no lote número trinta e cinco. Já a denominação "Santa Luiza" foi dada por um engenheiro construtor da via férrea, em homenagem à noiva, a professora belga Luiza Debauprés.

As terras barbosenses inicialmente estiveram sob a jurisdição do município de Montenegro (1873). Eram as ex-colônias Conde D'Eu e Santa Maria da Soledade. Em 1870, Conde D'Eu (Garibaldi) e Princesa Isabel (Bento Gonçalves) formaram o município de Bento Gonçalves, sendo que as terras de Boa Vista, Azevedo Castro, Vitória e Estrada Geral (Sede) a ele pertenceram. As demais áreas do município continuaram a pertencer a Montenegro. Em 1890, ocorreu a emancipação de Garibaldi, e as terras pertencentes a Bento Gonçalves, passaram a ser de Garibaldi. Em 1925, nas comemorações do Cinquentenário da Imigração e Colonização Italiana, Carlos Barbosa passou a ser o segundo distrito de Garibaldi.

Carlos Barbosa foi o quarto nome que o local recebeu. Em 25 de janeiro de 1920, o intendente de Garibaldi, Júlio Azambuja, deu-lhe a denominação oficial e definitiva de Carlos Barbosa, em homenagem ao Governador do Estado, em cujo governo (1908 a 1913) foi construída a ferrovia Montenegro - Caxias do Sul.

Em 25 de setembro de 1959, às 20h30min, o governador do Estado, Sr. Leonel de Moura Brizola, assinou a Lei nº 3831, que criou o município de Carlos Barbosa.

Com a emancipação do município, veio a primeira administração municipal de Carlos Barbosa, e foi esolhido para prefeito o Sr. José Chies Primo, e o vice-prefeito Sr. Ernesto Antonio Carlotto. A Câmara de Vereadores foi composta pelos senhores: Ampélio Carlotto, Verdolino Ângelo Guerra, Reynaldo Chies, Evaldo Loose, Hortelino Salvi, Delvino João Chies e Assunto Dalcin.

No dia 31 de dezembro de 1959, foram empossados pelo Sr. Juiz Eleitoral da 31º Zona Eleitoral.

Depois de ser empossado, o Prefeito José Chies assinou o primeiro ato administrativo do Município. Por este ato, o novo município passou a ser protegido pela Nossa Senhora Mãe de Deus, constituída a padroeira oficial da comunidade. E assim o Município de Carlos Barbosa iniciou sua caminhada rumo ao progresso e desenvolvimento em todos os aspectos. Estando atualmente na sua décima primeira administração.

Bem localizado, o município está a apenas 100 km da capital Porto Alegre, a 65 km da Região das Hortênsias (Nova Petrópolis, Canela, Gramado e São Francisco de Paula), 170 km de Cambará do Sul e seus canyons (Itaimbezinho e Fortaleza) e a poucos quilômetros dos principais municípios da Região da Uva e do Vinho.

Com atrativos e roteiros diversos, aliado a serviços de qualidade, espera você com a tradicional hospitalidade da Serra Gaúcha.

Para maiores informações sobre a cidade, acesse o web site oficial do município pelo endereço http://www.carlosbarbosa.rs.gov.br

Galeria de Fotos

  • Imagem Histórica - Acervo Prefeitura de Carlos Barbosa
  • Imagem Histórica do Município - Acervo Prefeitura de Carlos Barbosa
  • Imagem antiga Capitel São Roque - Acervo Prefeitura Carlos Barbosa
  • Decoração Natal das Estrelas - Acervo Prefeitura Carlos Barbosa
  • Decoração Natalina na Praça - Acervo Prefeitura Carlos Barbosa
  • Decoração Natalina na Estação - Acervo Prefeitura Carlos Barbosa
  • Apresentações Natal das Estrelas - Acervo Prefeitura de Carlos Barbosa
  • Paixão de Cristo - Evento Permanente de Carlos Barbosa

Informações Turísticas

Fullscreen

Atrações Turísticas

Voltar